Voltar para todos os posts
Notebook sobre mesa com cadeira de escritório em frente a janela com vista
Manual para iniciantes

Como começar um negócio online no Brasil

Por em 23 de agosto de 2021 Tempo de leitura: 10 minutos

Levante a mão quem já pensou em começar um negócio online. Agora, levante a outra mão quem já pensou em desistir por não ter ideia de por onde começar. Se você chegou até aqui, provavelmente quer mesmo é botar a mão na massa e se lançar no mundo do e-commerce.

Não há dúvidas de que o mercado online é um universo de possibilidades em expansão, especialmente no Brasil, onde o ritmo das vendas virtuais viveu uma intensa aceleração no último ano. Mas, como você já deve imaginar, para acompanhar todo esse crescimento, é preciso repensar seus modelos de negócios e serviços. 

Um dos principais impactos da digitalização acelerada pela pandemia está na mudança de comportamento e necessidades do mercado. Com consumidores cada vez mais exigentes, buscar novas dinâmicas e entender as expectativas dos clientes é essencial, assim como otimizar os processos e diminuir os impactos ambientais.

É aí que entra o dropshipping de print-on demand, nossa especialidade! Portanto, se você está pensando em subir no trem dos negócios online para iniciar ou adaptar a sua empresa no universo virtual, vem com a gente. Neste artigo, vamos te explicar tudo o que você precisa saber para começar um negócio online no Brasil com dropshipping.

Confira abaixo!

O que é o Dropshipping e como ele funciona?

Na teoria, o dropshipping é um modelo de negócio em que e-commerces e fábricas estão integradas de forma automática. Na prática, é uma forma de vender sem precisar ter estoque ou se preocupar com a produção e o envio dos seus produtos para os seus clientes, tornando os processos mais simples e mais acessíveis.

Funciona assim: 

  1. Um pedido é feito na sua loja virtual
  2. A ordem chega automaticamente aos centros de processamento ou fábricas da empresa de fulfillment vinculada ao seu e-commerce
  3. Lá, o pedido é processado ou produzido (dependendo do tipo de dropshipping)
  4. Uma vez pronto ou separado, o pedido é enviado diretamente ao cliente final
Galpão do Centro de Processamento da Printful
Centro de processamento de dropshipping da Printful

Logo, você, orgulhoso dono e proprietário da sua loja online, não precisa se preocupar com inventário nem logística, tendo mais liberdade para focar no marketing, nas vendas e na expansão do seu negócio. Muito mais divertido, não é?

Eu sei, parece bom demais pra ser verdade, mas acredite: essa dinâmica vem ganhando cada vez mais força em todo o mundo, com destaque nos Estados Unidos, Reino Unido e China.

É possível que você, inclusive, já tenha ouvido falar de dropshipping associado a produtos importados. Mas, apesar da importação ser uma prática comum neste modelo de negócio, algumas mudanças têm ocorrido, principalmente aqui no Brasil.

De olho no movimento global, diversas empresas nacionais estão se atentando à importância do dropshipping local, que reduz os riscos das transações, bem como o tempo de envio, dinamizando a economia ao gerar empregos e tributos. Sem falar na diminuição de custos como as taxas de importação!

Dessa forma, crescem as oportunidades para que novos empreendedores possam entrar no mercado sem se preocupar com estrutura ou produção, o que torna o mercado mais democrático e acessível.

Pontos primordiais antes de começar um negócio online 

Se vamos começar, que seja com o pé direito! E o primeiro passo na direção certa é o planejamento. Esta é a parte mais importante do início de um negócio, porque é a partir dela que você vai se guiar. Portanto, pegue seu bloco de notas e tire um tempo para pensar no assunto.

Abaixo, te explicamos alguns pontos fundamentais que você deve levar em conta no seu planejamento:

• Defina o seu nicho de atuação.

Caso ainda não tenha decidido, sugerimos que você escolha um assunto que te agrade e com o qual se identifique. Se preciso, faça uma lista. Elas são muito eficientes, como você pode ver!

• Separe cerca de três nichos e faça pesquisas de mercado sobre eles. 

Quais são os produtos vendidos? Qual é o perfil de consumidor das pessoas que se interessam por esses assuntos? Onde e como elas normalmente compram? Quais são as dores mais comuns? Quais são as empresas líderes?

Faça perguntas e busque respostas sobre esses universos. Elas vão ajudar você a encontrar um mercado que faça sentido e que te dê motivação para investir seu tempo e energia.

• Defina os produtos que fazem sentido para o seu negócio. 

Depois de analisar o nicho que mais te chamou a atenção, pergunte-se: o que vender na minha loja virtual? Camisetas? Acessórios? Itens de casa e decoração? Uma vez decididos quais serão seus produtos, comece a buscar seus fornecedores. 

Aqui estão algumas ferramentas que podem te ajudar nesta primeira etapa:

Mercado Livre

O Mercado Livre é uma boa opção para quem quer entender ou descobrir seu nicho. Nele, você pode ter uma ideia dos produtos mais buscados no país. Agora, uma dica de ouro: no final da página inicial do Mercado Livre, há um botão escrito “Mais Informações”. 

Captura de tela do site Mercado Livre destacando o botão de Mais informações
Rodapé do site Mercado Livre

Ao clicar ali, uma caixa será aberta com várias opções. Clique em “Tendências”.

Captura de tela do site Mercado Livre destacando o botão de Tendências
Tendências do site Mercado Livre

Você vai acessar uma nova página com as últimas tendências dentro do site. Nela, você pode buscar por categoria os produtos mais vendidos e também as buscas mais populares em geral. Desta forma, terá uma ideia dos produtos mais vendidos do momento.

Captura de tela da página de tendências de busca do Mercado Livre
Tendências de busca do Mercado Livre

O Google Trends é um mecanismo que mostra os termos mais buscados pelos usuários no Google. No site, você pode também ter uma noção se o segmento no qual deseja investir seu tempo e dinheiro está sendo procurado ou não. O mesmo vale para definir os produtos com os quais vai trabalhar.

Por exemplo, imagine que você está em dúvida sobre vender um celular Nokia ou um iPhone. Ao jogar “celular Nokia” no Google Trends, você encontrará o seguinte gráfico:

Gráfico de buscas do Google Trends por celular Nokia
Buscas por ¨celular Nokia¨ no Google Trends

Perceba que, além dos altos e baixos da busca, nos últimos anos, esse termo tem caído nas buscas. Agora, se você colocar “iPhone”, o gráfico será o seguinte:

Gráfico de buscas do Google Trends pelo produto iPhone
Buscas por ¨iPhone¨ no Google Trends

Dá para ver que há uma consistência nas buscas por iPhones. Portanto, no exemplo, vender um iPhone é mais vantajoso do que um celular Nokia, pois tem sido mais buscado.

Ao pesquisar no Google Trends os produtos que deseja vender, você terá uma noção se eles são produtos constantemente buscados, pouco buscados ou em ascensão de buscas.

Pronto! Com seu plano de negócio debaixo do braço, você está preparado para tornar a sua empresa oficial.

Como formalizar o seu e-commerce

Ao contrário do que muita gente pensa, a internet não é a casa da mãe Joana. Há regras a seguir, especialmente se o seu objetivo é ter um e-commerce de sucesso. E eu tenho certeza que é o seu caso! 

Logo, para vender online, você vai precisar de um CNPJ. No Brasil, há várias categorias de empresas que dependem do tipo de produto ou serviço e também do tamanho da empresa. Desses fatores dependerá o valor do imposto que a sua empresa pagará.

Se você está começando a empreender para vender online, o CNPJ mais simples é o Microempreendedor Individual (MEI).

Para se enquadrar nessa categoria, é necessário receber uma receita bruta de até R$ 81.000,00. O MEI não pode participar como sócio, administrador ou titular de outra empresa. Existe também uma lista de atividades específicas para participar da categoria. É preciso ver se seu trabalho faz parte dessa lista.

A boa notícia é que abrir um MEI é grátis. Você terá apenas que se cadastrar no site do governo e depois pagará uma taxa mensal de cerca de R$ 60. No mesmo site você encontra todas as informações necessárias sobre o MEI.

Captura de tela da página de Empresas & Negócios do Governo Federal do Brasil
Página de Empresas & Negócios do Governo Federal

Depois de abrir seu MEI, é preciso abrir um alvará no seu município. Cada local funciona de uma forma, portanto é necessário que você acesse o site da prefeitura da sua para se informar sobre o assunto.

Se o MEI não for o seu caso, você pode abrir uma Microempresa (ME). Na ME, existem diferentes categorias que definem os tipos de microempresa e você deve informar em qual categoria a sua empresa se encaixa na hora de abrir.

Para abrir uma ME, é preciso fazer um contrato social. É interessante que você tenha um contador de confiança que te aconselhe oficialmente. 

Uma ME deve cumprir com todas as obrigações contábeis de uma empresa, e por isso, tem que manter o registro da contabilidade mensal com as entradas e saídas de produtos e serviços. Na ME, você paga um valor que tem base na receita ou faturamento do período, sendo que o faturamento bruto deve ser de até R$ 360 mil por ano.

Importante: Este não é um aconselhamento fiscal profissional. Recomendamos que você consulte um especialista para conhecer as suas obrigações enquanto empresa.

Prós e contras de cada plataforma para se vender online

Agora que a sua empresa está oficialmente aberta – Parabéns! -, o próximo passo é pensar nas melhores plataformas online para o seu negócio. Onde vender seus produtos na internet? É possível vender em marketplaces, ter seu próprio comércio eletrônico ou até mesmo vender pelas redes sociais. Tudo vai depender do perfil do seu público. Compare:

Marketplace

Prós 

  • Infraestrutura pronta: ao usar o marketplace, você tem à sua disposição uma plataforma com estrutura completa, sem a necessidade de investir em um site próprio. 
  • Maior movimentação de pessoas e possíveis clientes: muitas pessoas acessam diariamente os marketplaces. Isso aumenta a chance de um possível cliente te encontrar e realizar uma compra.
  • Custo fixo: você sabe quanto vai pagar em cada venda no marketplace. Assim, é possível adaptar os preços sem surpresas.
  • Relevância em SEO: marketplaces investem muito em SEO, o que já te ajuda na hora de otimizar seu negócio online.

Contras

  • Guerra por preços e competição: os concorrentes podem roubar alguns clientes de você, oferecendo um produto semelhante a preços e custos de envio mais baixos.
  • Taxas: dependendo do setor e do produto vendido, a porcentagem das taxas pagas para os marketplaces não compensa, pois acaba com o lucro do negócio. Pesquise.
  • Baixa tolerância a erros: como é o nome do marketplace que está em jogo, qualquer deslize pode ser penalizado de forma severa.
  • Falta de personalização da marca: a maioria das lojas nos marketplaces são parecidas. Alguns oferecem personalização premium. Mas você terá que pagar mais por isso.

Loja virtual

Prós

  • Personalização e credibilidade: você pode personalizar sua loja online da maneira que quiser. Isso dá a você uma chance de se destacar e ainda traz mais credibilidade para o seu negócio.
  • Autonomia: nos marketplaces, as plataforma ditam as regras. Com uma loja virtual própria, você tem mais liberdade.
  • Maior margem de lucro: como não é necessário pagar uma taxa a cada venda, sua margem de lucro pode ser maior.

Contras

  • Dificuldade de tráfego: sua loja precisa ser vista e a forma online mais eficiente de fazer isso é investindo em marketing e SEO.
  • Gerenciamento de todas as etapas do processo:  é preciso estar sempre atento para garantir que o site esteja funcionando corretamente, ter um atendimento direto com o cliente, investir em ferramentas de gestão de estoque, etc.
  • Construir um site do zero: você pode optar por criar uma loja online pré-pronta, porém as ferramentas serão limitadas. Além disso, construir um site do zero é trabalhoso e você terá que contratar alguém que saiba do assunto, caso não tenha nenhum conhecimento de programação, por exemplo. 

Redes sociais

Prós

  • Baixo custo: não é necessário pagar nada para criar uma conta nas redes sociais e elas possuem diversos recursos disponíveis para a divulgação dos produtos 
  • Aproximação com o cliente: as pessoas que seguem a sua empresa são seu público e clientes em potencial. 
  • Liberdade criativa: ao vender nas redes sociais, é necessário também criar conteúdos com os quais seu público-alvo se identifique. Dessa forma, o consumidor começa a acompanhar sua empresa para além do produto, vendo você como um especialista naquele segmento.

Contras

  • Recursos limitados: como as redes sociais não são projetadas com foco em vendas, algumas funções podem ser limitadas.
  • Comentários negativos podem afastar clientes: assim como bons comentários podem elevar a sua empresa, comentários negativos podem afetar a imagem do seu negócio.
  • Requer mais que exposição de produtos: é preciso ter dedicação para criar conteúdos relevantes e não apenas expor o catálogo da sua empresa. Só ter produtos nas redes sociais faz com que o seu público não te siga, é preciso entregar mais. Aproveite para conferir 5 truques para tirar fotos de roupas para seu e-commerce.

Ideia de negócio: Print-on-demand (impressão sob demanda) 

Imagina poder mandar fazer seus produtos somente depois que o cliente realizar a compra, sem se preocupar com estoque ou com a dor de cabeça de lidar com produtos encalhados. E melhor: pagando por todo o processo apenas depois da venda. Seria meu sonho? Essa é a lógica do print-on-demand (POD), ou impressão sob demanda em português!

O print-on-demand é um modelo de negócio que vem crescendo em várias partes do mundo, com grande potencial no Brasil.

Uma das grandes vantagens do print-on-demand é que as marcas não precisam ter uma fábrica para fazer o fulfillment dos seus produtos personalizados sob demanda, basta ter a integração com empresas que já possuem essa estrutura.

Funciona assim: você conecta o seu e-commerce com uma empresa de print-on-demand através de uma integração. Assim, ela vai receber diretamente todos os pedidos da sua loja, processar, produzir e enviar diretamente para o seu cliente.

Dessa forma, você pode focar no seu marketing e estratégias para expandir ainda mais o seu negócio, como a criação de novas estampas e coleções, por exemplo.

Quais as vantagens do print-on-demand?

A impressão sob demanda é um excelente formato para empreendedores que têm muitas ideias e pouco espaço ou verba para investir no desenvolvimento de produtos, sejam eles camisetas, moletons, canecas ou pôsteres, por exemplo.

Listamos abaixo algumas das principais vantagens deste modelo:

  • Não é necessário fazer investimentos iniciais. O pagamento é feito apenas quando você recebe um pedido na sua loja.
  • Dispensa estoque. Como a impressão é feita sob demanda, você não precisa guardá-los enquanto eles não forem vendidos.
  • Infraestrutura de produção moderna. Você não precisa se preocupar em comprar impressoras de última geração para oferecer impressões de qualidade. Pode contar com a estrutura e expertise do seu fornecedor de print-on-demand.
  • Diversificação. Crie quantas estampas e coleções quiser com liberdade para testar designs e produtos.
  • Mais sustentável. Ao optar pela impressão sob demanda, você evita desperdício de recursos e estoque. O planeta agradece e o seu bolso também.

Existem fornecedores de print-on-demand no Brasil?

Primeiro, é preciso deixar clara a diferença entre o print-on-demand e o dropshipping:

  • Print-on-demand: é a impressão sob demanda, processo no qual o produto só é fabricado depois que for vendido. Assim, você só paga o que vender e não precisa lidar com estoque.
  • Dropshipping: é um modelo de negócio em que um e-commerce integra sua plataforma com o fornecedor e esse fornecedor fica responsável por cuidar do recebimento dos pedidos, fabricação dos produtos e envio.

O Brasil já tem algumas empresas que fazem estes serviços. E agora a Printful é uma delas, trazendo toda a sua experiência de 8 anos como uma das líderes mundiais do setor com o que há de mais moderno em tecnologia na indústria. Estamos aqui para te ajudar a transformar suas ideias em diversos produtos premium, colocá-los no seu comércio eletrônico, processar seu pedido, produzir e enviar aos seus clientes do Brasil e do mundo.

Como montar uma loja virtual com a Printful?

Ainda não nos conhecemos muito bem, então, vamos às apresentações. Nós somos uma empresa internacional de Print-On-Demand e Dropshipping que ajuda as marcas a transformarem ideias em produtos e expandirem seus negócios sem estoque, sem pedido mínimo e sem complicação. Conheça a nossa história completa. Você vai se surpreender.

Nossos clientes incluem desde pequenos empreendedores e artistas a marcas globais que precisam de grande volume de produtos todos os meses. Nós processamos, produzimos e enviamos roupas personalizadas, acessórios e itens de decoração sob demanda, o que significa que cada item é fabricado apenas quando alguém faz um pedido.

Marcas internacionais que confiam na Printful: Coca-Cola, Dunkin', CBS, SpongeBob,  Comedy Central, AMC
Confie em quem já confia na Printful

Com mais de US$50,3 milhões investidos em equipamentos, usamos tecnologia líder no setor para atender mais de 1 milhão de itens todos os meses. Temos 9 centros de distribuição nos EUA, Canadá, Europa e México, e instalações de parceiros no Japão, Austrália e agora estamos muito felizes de chegar no Brasil.

Com a Printful, o seu e-commerce não apenas poderá enviar produtos para consumidores brasileiros, mas também conquistar outros mercados globais. O céu é o limite!

Mapa Printful mostrando centros de processamento globais da empresa
Centros de processamento globais

Alguns benefícios da Printful para o seu negócio:

Como funciona a Printful

Usar os serviços da Printful é mais simples do que você pensa. Veja o passo-a-passo: 

  1. Conecte-se à Printful e vincule a sua loja virtual. 
  2. Disponibilize os produtos criados com seus designs na sua loja online. Crie quantas opções quiser. Afinal, você só paga quando vender. Assim, seu público-alvo fica livre para escolher o que comprar.
  3. Quando um cliente fizer um pedido na sua loja, a ordem será enviada automaticamente para o centro de processamento Printful mais próximo do destino final. Em seguida, nós imprimiremos o produto sob demanda, embalaremos e enviaremos ao seu cliente final com a sua marca.
  4. Ao enviar o pedido, a Printful mandará para você um número de rastreamento do produto.


Pra ficar ainda mais fácil de entender, fizemos um vídeo explicando tudo em detalhes:

Veja como a Printful pode te ajudar a ter um e-commerce

Agora é sua grande chance de abrir um negócio online no Brasil de forma simplificada e, de quebra, ter a oportunidade de conquistar um mercado internacional!

Oferecemos integração com diversas plataformas parceiras como Shopify, WooCommerce, Wix, Amazon, eBay, Magento, dentre outras. Escolha a que melhor se adequa ao seu negócio e boas vendas!

Gabriela é Publicitária, Blogger profissional e Especialista em Marketing de Conteúdo na Printful. Apaixonada por Redação e Planejamento, ela vai compartilhar tudo o que sabe para ajudar você.

Comments

    1. Gabriela Martinez Post author

      Oi, Gabriel.
      Na Printful, você define seu lucro. Basta somá-lo ao valor do produto escolhido no catálogo e ao custo de envio, que você chegará ao preço que deve cobrar na hora da venda. Como as vendas são feitas por você na sua loja virtual, então você tem total controle da quantidade de pedidos recebidos. 🙂

  1. Kelly Santana

    Eu estou usando a printful na europa e tenho uma loja no shopfy. Mas eu quero muito vender no Brasil só que minha conta e produtos são em euros e não compensa para a moeda local, é possível eu ter duas contas no printful, uma em euro e outra em real? Eu precisaria ter duas lojas no shopfy tbm?

  2. gerci

    Voces realizam o trabalho nos EUA e envia para o Brasil ou atendem aqui no Brasil? se sim, em qual Estado? eu moro no ES, qual é o tempo de entrega?

    1. Gabriela Martinez Post author

      Oi, Gerci. Temos centros de processamento parceiros em São Paulo e no Rio de Janeiro. O tempo de entrega depende do tipo de produto que você pedir. Você pode ver mais detalhes sobre isso na nossa página de Envios.

Deixe uma resposta

O seu e-mail não será publicado



Voltar para todos os posts

Pronto para experimentar a Printful?

Conecte-se a uma plataforma de e-commerce ou faça um pedido.

Comece já!