Voltar para todos os posts
camisetas, gorros, bonés e moletons your design here
Dicas de marketing Estilo e tendências

O que vender na internet? Produtos para lucrar em 2022

Por Tempo de leitura: 19 minutos

Minha mãe sempre diz que quem sabe vender vende qualquer coisa. E, no mundo online, vender qualquer coisa fica muito mais fácil. Afinal, você não precisa de uma loja física e, às vezes, nem de produtos. Mas o que vender na internet?

Vender na internet, assim como fora dela, requer estratégia. Você provavelmente deve estar se perguntando: o que posso vender para ganhar dinheiro? Pesquisar ideias de e-commerces pode te ajudar a achar a resposta e encontrar os melhores produtos para vender na internet.

Neste artigo, você encontrará as informações mais importantes para começar o seu negócio de e-commerce no caminho certo e com o mínimo investimento.

Antes de começar a vender pela internet…

Antes mesmo de abrir a sua loja virtual e decidir quais produtos vão conquistar seus clientes, é muito importante que você conheça seu público.

Você pode até achar que não tem recursos para fazer um estudo de mercado aprofundado, mas acredite: qualquer esforço vale a pena. 

Conhecer bem o seu nicho de mercado pode ajudar você a economizar tempo e dinheiro. E toda a informação que você conseguir permitirá que você entenda as necessidades e interesses dos seus consumidores, além de avaliar em que canais pode se comunicar melhor com eles.

Se você não souber por onde começar, nosso conselho é que você escolha um nicho que você conheça pessoalmente ou ao qual tenha fácil acesso. Pense nos seus próprios hobbies, no seu estilo, nas coisas que você gosta.

O que faz seus olhos brilharem e seu coração bater mais forte? Provavelmente isso causa o mesmo efeito em outras pessoas. E isso vai te ajudar a descobrir o que vender na internet.

camiseta surpride com ovelhas lgbtqia+
Surpride: exemplo de loja virtual no nicho LGBTQIA+

Depois, defina a proposta de valor que você vai oferecer ao seu público-alvo. O que diferencia a sua empresa das que já existem e o que faz com que ela não seja facilmente substituída por uma opção mais barata? Pode ser a exclusividade das suas estampas, um serviço de pós-venda diferenciado… 

Lembre-se: qualidade não é diferencial, é obrigação. Se esse vai ser o seu argumento de vendas, garanta que você tem como provar que ela está acima da concorrência.

Um produto de qualidade é a base de uma relação de confiança com os seus clientes. Ele não apenas promove uma experiência de marca melhor como também faz com que as pessoas falem bem da sua marca, o que já será uma propaganda para atrair novos consumidores.

Exemplos de nicho de mercado

Tão importante quanto o que vender na internet é para quem. Por isso é essencial definir bem o seu nicho de mercado.

Um nicho de mercado é uma fatia de mercado que atrai um público específico. Ou seja, o que define um nicho de mercado não é o produto ou serviço oferecido, e sim as pessoas que utilizam o que está sendo vendido.

Um negócio focado em um nicho supre as necessidades que as grandes empresas não suprem. Por isso, ele tende a ser mais forte e contar com um público mais fiel.

Veja abaixo algumas ideias de nicho de mercado:

  • Moda plus size
  • Maternidade & Paternidade 
  • Crenças & Religião (Apollo Tarot – link em inglês)
  • Cultura local (Tupi Soul)
  • Mapas (Think About Maps – link em inglês)
  • LGBTQIA+ (Surpride)
  • Cozinha vegana
  • Esportes paraolímpicos
  • Raças de cães e gatos
  • Meditação e relaxamento
  • Produtos fitness
camisetas Tupi Soul
Exemplo de negócio de nicho local: Tupi Soul

Faça o download de 100 sugestões no post O que é nicho de mercado e como escolher o seu + 100 ideias de nicho.

Como vender na internet com pouco investimento

A venda online tem muitas vantagens. A primeira delas, e a mais óbvia, é não precisar de loja física. Mas saiba que, em alguns casos, você também não precisa do produto físico. Sim, vender sem estoque é uma prática cada dia mais comum no universo online. É o chamado dropshipping. Você já deve ter ouvido falar.

O dropshipping funciona assim: você cria sua loja virtual (existem várias plataformas de e-commerce e marketplaces online onde você pode fazer isso de forma fácil e rápida) e conecta sua loja ao sistema de um fornecedor que trabalhe com dropshipping. 

Assim, quando você receber um pedido na sua loja, o fornecedor recebe uma ordem de pedido, embala e envia diretamente do estoque dele para o seu cliente final.

Estoque terceirizado de dropshipping com camisetas
Printful: exemplo de fornecedor de dropshipping de produtos personalizados sob demanda

Isso significa que você não precisa comprar um item para estocar e depois revender. Logo, não há custos iniciais com produtos. Apenas com a plataforma de e-commerce, que provavelmente vai te cobrar uma mensalidade. É como alugar um espaço físico, mas bem mais barato. Sem falar que você pode ganhar dinheiro sem sair de casa.

Parece bom demais pra ser verdade? Mas é! Porém não estamos aqui para fazer promessas de dinheiro fácil. Esse é um mercado altamente competitivo. Então, para poder cobrar mais pelos seus produtos, você precisa se diferenciar.

Uma das formas mais práticas de diferenciar o seu negócio dentro do mundo do dropshipping é personalizando seus itens com estampas originais e criativas. Para isso, você pode contar com o print-on-demand (impressão sob demanda).


Quer vender produtos personalizados com dropshipping?


Listamos abaixo algumas sugestões para você.

O que vender na internet em 2022?

1. Moletons

Um dos legados deixados por 2020/21 foi a moda casual e confortável. Com o crescimento da tendência athleisure – mistura das palavras athletic (esportivo) + leisure (lazer) -, nós com certeza vamos continuar vendo os moletons desfilando por aí, com variações como capuz e bolso canguru, por vezes acompanhados das calças joggers. Por isso, nossa lista de o que vender na internet não poderia começar com outro produto.Queridinho dos influencers e do grande público, o estilo confortável e moderno introduz peças de moda fitness no contexto social e tem chamado a atenção até de grandes marcas, gerando parcerias inesperadas como Louis Vuitton e NBA, Prada e Adidas, Dior e Nike.

No ano passado, 49% dos consumidores gastaram mais em moda casual que no ano anterior (link em inglês). Além disso, o crescimento nas buscas pelo termo no Google também mostra que o interesse do público pela moda casual só cresce.

Busca de Moletons no Google Trends Brasil
Buscas por Moletom. Fonte: Google Trends

Quando pensar em produtos para vender na internet em 2022, considere uma linha casual e esportiva com conjuntos de mais de um item. Você pode vender cada produto separado ou fazer pacotes de moletons personalizados com os seus designs para aumentar o ticket médio da sua loja virtual.

moletom branco liso
Moletom personalizável feito sob demanda. Foto: Printful
moletons personalizados com bordado e estampa
Casacos com capuz são a cara da tendência athleisure. Foto: Printful

Leia também: Como ganhar dinheiro na internet: 20 ideias para começar em 2022

2. Camisetas

Entra estação, sai estação e as camisetas continuam firmes e fortes. Graças à sua versatilidade e variações de cores, este item é campeão de vendas tanto nas lojas virtuais quanto nas lojas físicas.

Gráfico de busca de Camisetas Camisetas no Google Trends Brasil
Busca por Camisetas. Fonte: Google Trends

As camisetas são a base da moda streetwear, uma tendência que vimos muito em 2021. Com um valor estimado em mais de US$ 185 bilhões, a moda streetwear corresponde a 10% do mercado global de roupas e calçados (link em inglês).

Então, se você está procurando por produtos com alta demanda para vender na internet, considere surfar na onda urbana estampando camisetas com logos, ilustrações atrativas ou frases, respeitando sempre os direitos de uso de marca e imagem. 

camiseta papagaio de pirada pattern brasil
Camiseta Papagaio de Pirata da marca Pattern Brazil

Nossas sugestões:

Dica: aproveite as datas comemorativas para lançar coleções especiais, como, por exemplo, camisetas de Natal, camisetas de Ano Novo, ou para dar de presente de Dia das Mães personalizado, ou como presente de Dia dos Namorados personalizado, presente de Dia dos Pais personalizado


Abra sua própria loja de produtos personalizados sob demanda com dropshipping!


3. Canecas

As canecas personalizadas estão entre os produtos mais universais para se vender. Em uma pesquisa feita pela Heinz, cerca de 60% das pessoas disseram que têm um apego emocional à sua caneca favorita (link em inglês). Você é uma delas?

Canecas personalizadas coffee person e tea person
Fonte: Printful

A popularidade das canecas indica que os seus designs devem ser únicos para captar a atenção das pessoas que estão navegando pela sua loja virtual. Lembre-se sempre: quanto melhor você definir seu nicho e servir seus desejos e necessidades, mais vendas você fará.

Por exemplo, considerando a minha obsessão por gatos, quando eu precisar de uma caneca, há mais chances de eu comprar uma caneca que diz ¨Miau!¨ do que algo genérico como ¨Eu amo café¨. E mesmo quem é apaixonado por café provavelmente não vai ficar encantado por uma frase genérica.

Fonte: 33Giga

Nossa sugestão:

Leia também: Como fazer canecas personalizadas

4. Infoprodutos

Conhecimento é poder. E também pode ser um excelente produto para vender na internet, seja em texto, fotos, vídeo ou áudio. Quais assuntos você domina? Que experiências suas as pessoas pagariam para ter? O que você tem para compartilhar? Transforme essas respostas em infoprodutos.

E-books e audiobooks

Os e-books (livros eletrônicos) são o exemplo de infoproduto mais popular da internet. Criar um não e-book requer tanta produção quanto gravar e editar vídeos, mas o seu e-book precisa ser suficientemente interessante e trazer conteúdos exclusivos que não são facilmente encontrados em blogs. Além disso, é importante que ele tenha um bom design para facilitar a leitura.

Onde vender e-books e audiobooks

Assim como os E-books, os audiobooks têm a função de informar de maneira completa e exclusiva, com o bônus de que esse conteúdo pode ser consumido durante atividades cotidianas como dirigir, lavar pratos, malhar…

Você pode vender seus e-books e audiobooks dentro de sites como Hotmart, Monetizze e Eduzz ou criar a sua própria loja virtual em um marketplace ou plataforma de e-commerce como Shopify, Nuvemshop, Wix ou Amazon, por exemplo.

Podcasts

Outro formato de infoproduto cuja popularidade está crescendo no Brasil são os podcasts. Para ter um podcast, você precisa produzir conteúdo em áudio em forma de programas (como programas de rádio). Para torná-los mais dinâmicos, você pode ter convidados ou abordar tópicos diferentes dentro de um mesmo tema ou estilo.

Você pode ganhar dinheiro com podcasts através de publicidade, programas de afiliados e até mesmo postando seus conteúdos em forma de vídeo no Youtube.

homem gravando podcast com fone de ouvido
O que vender na internet: infoprodutos

Cursos online

Dizem as más línguas que quem não sabe fazer ensina. Os cursos online estão aí para mostrar que não é bem assim. Muitos profissionais renomados estão provando que passar o conhecimento adiante através de cursos online é pode ser mais uma boa forma de ganhar dinheiro na internet.

Se você se sente à vontade em frente às câmeras, pode se filmar falando. E não precisa ser uma superprodução de Hollywood. Uma boa câmera de celular e uma ring light podem ser suficientes para fazer a mágica acontecer! 

Caso a ideia de ter seu rosto circulando na web te deixe desconfortável, é possível criar cursos inteiros com slides, animados ou não, e uma narração. Você pode utilizar ferramentas simples como o PowerPoint, Prezi ou Canva para montar e animar suas apresentações. 

Combinar as duas ideias também pode render um material dinâmico e muito interessante. 

Videotutoriais

Os videotutoriais são uma mão na roda para muita gente. Eles podem ser uma filmagem ou uma simples gravação de tela com ou sem narração e legenda para demonstrar como fazer algo passo a passo.

Ou seja: algo que você faz no seu dia a dia, como configurar uma campanha de anúncios no Google ou uma tabela de Excel para determinado objetivo, por exemplo, pode ser comercializado como um mini curso. Simples assim!

E, sim, muita gente paga por isso, principalmente se for algo específico que não se encontra facilmente pela internet.

Vantagens de vender infoprodutos

A maior vantagem de vender infoprodutos é a praticidade de produzi-los de qualquer lugar e sem necessidade de grandes conhecimentos técnicos, no que diz respeito à edição do conteúdo. Além disso, você só precisa criar o conteúdo uma vez e pode vendê-lo por muito tempo para pessoas em qualquer lugar do mundo.

Como vender infoprodutos?

Você pode vender seus infoprodutos em uma loja virtual própria hospedada em uma plataforma de e-commerce ou um marketplace (como Shopify, Nuvemshop, Wix ou Amazon) ou em uma loja de infoprodutos ou sites específicos para esse tipo de produto (como Hotmart, Monetizze e Eduzz).

screenshot da pagina inicial do hotmart
Site para vender infoprodutos: Hotmart

Como qualquer outro negócio, não basta criar o conteúdo, disponibilizar online e esperar que os clientes cheguem sozinhos. É importante traçar uma estratégia de marketing e divulgação. Dentre elas, você pode:

  • Divulgar seus infoprodutos nas redes sociais
  • Oferecer amostras grátis de parte do conteúdo vendido
  • Produzir conteúdos gratuitos que apresentem sua expertise e atraiam clientes em potencial

Leia mais sobre como ganhar dinheiro na internet.

5. Artesanato

Vontade de abandonar tudo e viver da sua arte? Calma! Você não precisa deixar nada para trás para tornar seu talento um negócio lucrativo. O artesanato é, na verdade, um produto que pode ser vendido na internet.

Para falar a verdade, existem sites especializados nesse segmento, a partir dos quais você pode vender para todo o Brasil e mesmo internacionalmente.

Como vender artesanato pela internet

Antes de tudo, você precisa entender para quem você quer vender. Esse será o seu nicho de mercado. 

A partir disso, você poderá decidir o que vai vender. Aqui estão algumas ideias de artesanato para vender:

  • Lembrancinhas
  • Sabonetes artesanais
  • Velas aromáticas
  • Moda e acessórios como colares, pulseiras, anéis de noivado
  • Brinquedos artesanais

Se o seu talento está na pintura e design, existe ainda a opção de aplicar a sua arte a produtos como camisetas e canecas. O print-on-demand (impressão sob demanda) permite que você venda produtos personalizados com a sua arte como estampa.


Crie produtos personalizados com a sua arte


Plataforma de venda de artesanato

Foi-se o tempo em que a praia era o melhor lugar para vender artesanato. Mas isso não significa que você não possa trabalhar de lá. Com uma lojinha de artesanato online, você pode vender sem sair de casa ou onde quiser. 

Você pode criar a sua própria loja virtual em uma plataforma de e-commerce ou em um marketplace de artesanato. Abaixo, listamos algumas opções:

  • Shopify
  • Nuvemshop
  • Amazon
  • Wix
  • Mercado Livre
  • Elo7

Leia mais sobre Como ganhar dinheiro com arte

6. Cosméticos

O autocuidado está em alta. O termo, que é um dos mais populares da internet atualmente, reflete a necessidade de bem-estar dos brasileiros e o aumento da venda de cosméticos online. 

Se este é o seu segmento de interesse, veja o que é necessário para realizar vendas de cosméticos pela internet:

Definir seu nicho de mercado 

Estabelecer um nicho de mercado ajuda você a entender melhor o seu público e como conquistá-lo. Além disso, quando seus produtos têm um diferencial, eles valem mais. Exemplo: produtos naturais, cosméticos veganos, pele negra, beleza masculina.

Ter um bom fornecedor

Talvez o seu fornecedor já tenha um nicho de mercado bem definido. Talvez ele tenha um catálogo extenso e você possa escolher um tipo de produto no qual vai se especializar. Qualquer que seja a sua escolha, certifique-se de que a marca tem qualidade e é bem vista pelo mercado.

Organizar o estoque

Geralmente, para vender cosméticos, você precisa comprar estoque. Do contrário, o tempo de entrega pode ser um motivo de desistência para os seus clientes. A não ser que você tenha um bom capital reservado para isso, é preciso ser inteligente na escolha para evitar ficar com dinheiro parado.


Buscando ideias de produtos para vender sem estoque? Leia mais em:


Definir onde vai vender

Antigamente, vendedores de cosméticos batiam de porta em porta para oferecer seus produtos. Hoje em dia, você pode entrar na casa dos seus clientes sem sequer sair da sua. Basta ter uma loja virtual com a função de e-commerce. Mas para fazer com que seus clientes abram a porta, você precisa…

Divulgar sua loja 

Há quem pense que se o produto for bom, ele se vende sozinho. Infelizmente, não é bem assim. Para comprar um produto, as pessoas precisam primeiro saber que ele existe. E segundo saber que ele é bom. Trabalhe o marketing da sua loja nas redes sociais, campanhas de e-mail marketing e ferramentas de busca.

Fazer promoções e promover uma boa experiência 

Receber o seu cliente em potencial com um site de difícil entendimento e sem boas ofertas é como convidar uma visita e não servir nem um cafezinho. Essa pessoa provavelmente não ficará muito tempo e nem voltará outras vezes.

Metáforas à parte, você não apenas quer que o seu cliente fique no seu site, mas também que ele passe o cartão. 

Existem algumas formas de facilitar a vida de quem visita a sua loja para que essas pessoas encham o carrinho e cruzem a linha no checkout:

7. Fotos

Muitos fotógrafos, assim como artistas em geral, têm dificuldade de monetizar seu talento. A forma de ganhar dinheiro vai depender do tipo de foto que você faz. Mas, em linhas gerais, a diferença é para quem você vai vender.

Como vender fotos na internet

Eventos e Ensaios fotográficos

Eternizar momentos é uma arte muito valorizada. Casamentos, viagens, ensaios de família, de casal, infantis…Falo com propriedade, porque eu mesma estou sempre contratando esse tipo de serviço.

Embora a execução das fotos precise ser presencial, a venda e entrega podem ser feitas totalmente online. E, utilizando as ferramentas corretas, seu lucro pode dobrar ou mesmo triplicar. É o caso do site EPICS, por exemplo, que explicamos melhor logo abaixo. 

Bancos de imagem

O principal público dos bancos de imagem são agências de publicidade, jornais e revistas e designers que precisam de boas fotos para ilustrar suas campanhas e publicações. Os bancos de imagens funcionam como um diretório de busca nos quais o usuário procura as fotos que precisa por palavras-chave.

Dessa forma, você pode criar uma conta de fotógrafo, subir suas fotos devidamente descritas e, quando um cliente fizer o download de uma delas, você ganha uma comissão sobre a venda.

Sites para vender fotos

EPICS

O EPICs é um site com a função de e-commerce onde você pode subir todas as fotos do ensaio como se estivessem em uma vitrine. Ideal para vender fotos de eventos e ensaios. 

Lá seus clientes poderão escolher não apenas o número de fotos previamente contratado, mas comprar fotos extras. Te digo: é impossível resistir.

screenshot da pagina inicial do epics
O que vender na internet: fotos de ensaios no EPICS
Shutterstock

Para vender fotos variadas para um público mais amplo, a melhor opção são os bancos de imagem. O Shutterstock é um dos mais famosos.

Nele, você pode ganhar de 15% a 40% de comissão por download que os clientes fizerem das suas fotos. O valor da comissão aumenta de acordo com o volume de fotos baixadas dentro do ano vigente. A título de referência, o valor pago pelos clientes por foto pode ir de centavos a US$9,80 por imagem.

Tabela de preços fotos Shutterstock
Preços cobrados aos clientes para baixar fotos no Shutterstock. Fonte: Shutterstock
Tabela comissão Shutterstock para fotógrafos
Tabela de comissão para fotógrafos que desejam vender fotos pela internet no Shutterstock. Fonte: Shutterstock

Outras opções interessantes são o Adobe Stock e o DepositPhotos.

Você pode se especializar em um tipo de foto (ex.: fotos de moda, fotos de comida, fotos de natureza) ou pode ter como estratégia subir o máximo de fotos possível para aumentar as chances de ser encontrado.


Venda produtos personalizados com as suas fotos


Leia mais sobre Como ganhar dinheiro com arte 

8. Serviços

Você mesmo pode ser um produto. Ou melhor, seus serviços. E eles também podem ser vendidos na internet.

Você sabe fazer reparos? Ensina idiomas, música, dança? Dá consultoria de marketing? Cria designs para produtos personalizados? Faz prestação de serviço online? Cuida de pets quando os donos estão viajando? Anuncie seus talentos!

Como vender serviços na internet

Você pode criar uma loja virtual de prestação de serviços ou anunciá-los em marketplaces.

Veja algumas categorias de Serviços do Mercado Livre, por exemplo:

  • Academia e esportes
  • Animais
  • Beleza, estética e bem-estar
  • Educação
  • Festas e eventos
  • Marketing

Plataformas nas quais os profissionais podem oferecer seu trabalho como freelancers, como o 99Freelas e o Workana, também podem ser muito úteis.

9. Doces

Não é preciso fazer pesquisas para saber que os doces estão entre os produtos mais populares da internet. Embora, nós tenhamos, sim, feito uma para chegar aos tópicos deste artigo e confirmamos: vender doces pela internet é oficialmente um bom negócio. O mesmo vale para bolos e salgados.

Como vender doces pela internet

Da mesma forma que há lojas físicas e lojas virtuais, docerias também podem ter suas versões digitais para vendas online. Abrir um comércio eletrônico de doces, bolos e salgados é uma ideia não apenas viável como mais simples do que você imagina. 

Você pode criar o seu site em uma plataforma de e-commerce ou mesmo uma vitrine em um marketplace. Dica: capriche nas fotos pois, como sabemos, as pessoas comem primeiro com os olhos.

screenshot da lova virtual bendito salgado
E-commerce de bolos, doces e salgados Bendito Salgado

Se você já tem um ponto de venda presencial, aplicativos de delivery podem ser um bom ponto de partida. Lembre-se apenas de colocar na ponta do lápis os custos de utilização dessas plataformas na hora de precificar seus produtos

10. Artigos de pet shop

Quantas pessoas que você conhece têm um pet? Nos últimos dois anos, o mercado voltado para os animais de estimação  cresceu 30%, de acordo com o Instituto Pet Brasil, representante das empresas do segmento.

O aumento da demanda gera mais concorrência, o que força os donos de pet shop a se reinventarem, oferecendo produtos diferenciados como roupas e acessórios, serviços de banho e tosa, atendimento médico, alimentação e até spa para para os bichinhos.

Mas é importante pensar também nos donos, que buscam mais comodidade na hora de investir no bem-estar dos seus pets. E quer mais comodidade que comprar sem sair de casa? Por isso, artigos de pet shop são uma boa ideia de produto para vender na internet.

screenshot da loja virtual My Pet
Loja pet online My Pet

Para criar produtos diferentes, pense nas necessidades do nicho. Pesquise em fóruns de donos de pets quais são suas dificuldades, seus desejos. Abaixo, listamos alguns exemplos:

  • Petiscos que escondem remédios
  • Sorvetes para pets
  • Coleira de led
  • Alimentação saudável
  • Bolos de aniversário
  • Táxi para pets

Como vender produtos de pet shop pela internet

Você deve percebido que este é um ponto em comum para quase todos os produtos abordados neste artigo. 

Isso porque as plataformas de e-commerce e marketplaces hoje em dia realmente oferecem a estrutura necessária para montar um e-commerce do que você quiser. Alguns até possibilitam a venda pelas redes sociais.

Como vender na internet

Você deve ter percebido que esse é um ponto em comum para quase todos os produtos abordados neste artigo. Isso porque as plataformas de e-commerce e marketplaces hoje em dia realmente oferecem a estrutura necessária para montar um e-commerce do que você quiser. Alguns até possibilitam a venda pelas redes sociais. 

Qual a diferença entre uma plataforma de e-commerce e um marketplace?

Uma plataforma de e-commerce oferece a você a possibilidade de criar a sua loja virtual independente. Apesar de você utilizar a estrutura da plataforma, a interface é a da sua marca. Exemplos: Shopify, Nuvemshop e Wix.

Algumas plataformas têm templates prontos e fáceis de customizar. Outras, permitem que você monte a sua loja online por conta própria, bloco por bloco, com a função arraste e solte.

Uma vez no ar, você precisa divulgar seu negócio para atrair clientes, usando as redes sociais, ferramentas de busca, anúncios, etc.

Já um marketplace disponibiliza espaços dentro de um site, como um shopping com várias lojas, e trabalha para atrair os clientes para dentro desse espaço compartilhado. É o caso da Amazon, da Shopee e do MercadoLivre.

Os marketplaces oferecem mais praticidade e menos flexibilidade, pois o formato das vitrines costuma ser o mesmo para todos os lojistas. Sem falar que, ao pesquisar por um produto, o cliente verá todos os e-commerces que vendem aquele item. Então a competição de preços é inevitável.

Se a sua marca está começando, um marketplace pode ser um bom ponto de partida, pois é uma forma de ser descoberto e começar a construir a sua marca.

Se, por outro lado, você vende produtos muito diferenciados ou tem uma ideia de negócio com planejamento de marketing um pouco mais desenvolvido, provavelmente uma plataforma de e-commerce atenderá melhor às suas necessidades.

Saiba mais no artigo 5 melhores plataformas de e-commerce e marketplaces para vender online.

Como abrir uma loja virtual

Na prática, como abrir uma loja virtual? Resumimos o processo em um passo a passo para ajudar você a entender. Para facilitar, vamos utilizar um exemplo prático. 

  1. Defina seu nicho de mercado
    Como dissemos no início deste artigo, conhecer bem o seu nicho vai ajudar você a entender os anseios e necessidades das pessoas que vão comprar os seus produtos. Isso fica ainda mais fácil se você fizer parte deste grupo, pois pensará como cliente. Assim, as chances de ter ações mais assertivas serão maiores.

    Imagine que eu tenho o desejo de abrir uma loja virtual, mas não sei exatamente o que vender na internet. Para este primeiro passo, eu faria uma lista de assuntos pelos quais sou apaixonada e tenho conhecimento suficiente para criar produtos interessantes:
  • Marketing digital
  • Maternidade
  • Comida
  • Astrologia

Considerando que eu já passo 8 horas por dia pesquisando e escrevendo sobre Marketing, e este é um tema sobre o qual eu amo conversar, acredito que seria o tópico perfeito para o meu negócio. Para torná-lo ainda mais específico, posso focar em mães que trabalham com marketing digital.

Este é um tópico com o qual tenho uma forte conexão, pois já fui demitida de uma agência de publicidade após voltar da licença maternidade, um problema vivido por muitas mulheres do meu nicho. Então, existe uma causa maior envolvida que dá motivação e força ao negócio.

  1. Escolha um produto

    Pesquisando sobre produtos que estão em alta na internet e fazendo um paralelo com o meu nicho, decidi vender Camisetas e canecas personalizadas. Itens básicos e práticos com grande potencial de aceitação dentro do meu público, que eu mesma utilizo e compro.

Dica: ao escolher quais produtos você vai vender, evite produtos ¨da moda¨ se quiser ter um negócio sustentável a médio e longo prazo. 

Lembra da moda dos tamagotchis? Por mais que tenhamos o maior carinho por esses brinquedos que fizeram parte da infância de muita gente, a moda passou e, quem abriu uma loja apenas para os bichinhos provavelmente precisou se reinventar.

  1. Dê um nome à sua loja virtual e crie seu logotipo

Batizar e dar uma cara gráfica à sua loja virtual é uma das partes mais divertidas e, ao mesmo tempo, mais desafiadoras da história. Você deve encontrar um nome que seja memorável, simples e conectado ao seu negócio.

Faça um brainstorm (tempestade de ideias) com todos os nomes que vierem à mente, sem julgamento. Existem profissionais especializados nisso, mas, caso você não tenha capital para contratar um marketeiro ou agência de publicidade, peça ajuda a amigos criativos para contribuírem com a sua lista.

Ao final, escolha os 5 melhores nomes e pesquise se eles já estão registrados ou em uso.

Leia mais em: Como criar nome de loja? Guia + 100 ideias criativas

No meu exemplo, vamos dizer que eu cheguei ao seguinte TOP 5:

Marketing Moms
Mãe & Mensagem
Maternimarketing
Maria Marketing
Na Criação

No final, escolhi o nome Marketing Moms. Para criar o meu logotipo, decidi utilizar o Criador de Logos da Printful.

Criador de Logos Printful
Criador de Logos gratuito da Printful

  1. Determine onde vai vender

Depois de abrir um MEI e registrar minha marca, é hora de pensar como e onde vou vender minhas camisetas e canecas da Marketing Moms. 

Abrir uma loja física não é uma opção para mim no momento, pois ainda não tenho muito capital disponível para investir nessa ideia. Além disso, meu público tem o hábito de fazer compras online, então escolho criar uma loja virtual.

Embora eu entenda como funciona o processo de abrir uma loja virtual, meus conhecimentos de desenvolvimento são limitados. E o meu tempo também. Sendo assim, em vez de criar um site do zero, escolho uma plataforma de e-commerce para criar a minha loja virtual. 

Também poderia escolher um marketplace, mas quero ter mais liberdade para construir a minha interface e definir os recursos disponíveis para as minhas clientes: como banners, pop-ups, listas de e-mails, recuperação de carrinho, etc.

Algumas opções seriam:

  • Shopify
  • Nuvemshop
  • Wix

Faça um teste de 1 minuto e descubra qual a plataforma ideal para a sua loja online.

screenshot de teste para descubrir a melhor plataforma de ecommerce ou marketplace
Sites para vender produtos online

Assista este tutorial de como criar sua loja virtual na Nuvemshop para ver como funciona na prática:

  1. Configure sua loja

Uma vez que você tenha escolhido a sua plataforma, basta seguir o passo a passo para a criação da loja online. As plataformas costumam ser muito intuitivas e fáceis de usar.

Nesta etapa, você vai determinar não apenas a parte visual da loja, mas também questões como pagamento, envio e, claro, produtos à venda. 

Já que eu, assim como minhas clientes em potencial, não tenho muito tempo disponível para produzir minhas camisetas e canecas pessoalmente, opto por trabalhar com dropshipping.

Dropshipping é um modelo de negócio que permite a você vender sem ter estoque. Basta conectar a sua loja a um fornecedor que trabalhe com esse formato. Esse fornecedor não apenas guarda os produtos, como também embala e envia diretamente para o cliente final. Ou seja, cuida de todo o processamento depois do pedido feito.

Porém, como meus produtos têm designs exclusivos da minha marca, tenho que escolher uma empresa que, além de fornecer os produtos base, ainda personalize os itens com a minha arte. Ou seja, que faça o dropshipping e o print-on-demand (impressão sob demanda).

Escolho a Printful, empresa internacional especializada em dropshipping de print-on-demand, que possui um centro de processamento parceiro no Brasil e fornece camisetas e canecas para todo o país. De bônus, na Printful, você só paga quando recebe um pedido.

Para conectar a minha loja com o fornecedor de print-on-demand, crio minha conta na Printful, acesso o Painel de Controle > Lojas > Escolher plataforma. A partir daí, é só seguir o passo a passo de acordo com a plataforma selecionada para conectar as duas contas.

Plataformas de e-commerce para vender produtos na internet
Plataformas de e-commerce para vender produtos. Fonte: Printful

Comece sua loja virtual com produtos de print-on-demand


  1. Trabalhe o marketing do seu negócio

As clientes em potencial da Marketing Moms têm uma agenda muito apertada e é pouco provável que passem horas navegando na internet em busca de roupas e acessórios de escritório. Logo, eu preciso desenhar uma estratégia de marketing para o meu negócio. E você precisa fazer o mesmo para o seu, independentemente do seu nicho de mercado.

Lançar uma loja virtual e esperar que os clientes cheguem sozinhos pode fazer com que o seu negócio demore de decolar. Com seus conhecimentos de mercado, avalie onde está seu público-alvo e como ele se comunica. E com essas informações, vá até ele e comece a construir um relacionamento.

Sugestões para o seu plano de marketing:

  • Crie campanhas de e-mail marketing e anúncios 
  • Pesquise sobre estratégias de SEO
  • Use as redes sociais a seu favor
  • Faça promoções para atrair a atenção do público
  • Produza conteúdos que interessam ao seu nicho e têm a ver com o que você vende
  • Associe-se a influenciadores digitais

Prepare-se para vender na internet e ter lucro sem sair de casa

Com o número de compradores online crescendo e amadurecendo a cada ano, este é o melhor momento para abrir uma loja virtual, se você ainda não tem uma.

Eu espero que esta lista te inspire e te ajude a escolher sabiamente o que vender em 2022. Qualquer que seja o produto eleito, o segredo é adicionar o seu próprio toque pessoal e encontrar a forma mais eficiente de divulgá-lo, se preparando com antecedência para não perder nenhuma oportunidade comercial.

E então, já decidiu qual vai ser o seu próximo sucesso de vendas? Me conte nos comentários.

Ou, se preferir, comece agora mesmo a vender produtos personalizados com o dropshipping de print-on-demand.

Leia a seguir: Guia: como começar a vender roupas pela internet com pouco dinheiro.

Perguntas frequentes

Qual é o melhor produto para vender na internet em 2022?

Camisetas são um dos melhores itens para vender, porque são uma peça básica no guarda-roupa e não saem de moda, qualquer que seja o seu nicho. Além disso, elas permitem a personalização e podem ser vendidas com dropshipping, que é uma tendência mundial.

Como começar a vender produtos na internet?

Comece escolhendo o seu nicho e os produtos que quer vender. Para saber mais sobre como começar o seu negócio online no Brasil, leia o nosso artigo completo sobre o assunto.

Que produtos têm alta demanda agora?

Camisetas e moletons são itens que continuam tendo alta demanda no setor de moda. Infoprodutos e serviços também podem oferecer excelentes oportunidades.

Onde encontro produtos para vender pela internet?

Você encontra camisetas moletons e canecas para personalizar no Catálogo de Produtos da Printful. Para outros produtos, você pode procurar por fornecedores de dropshipping online.

Quais são os produtos mais lucrativos para vender na internet?

Moda casual e sustentabilidade são duas das maiores tendências deste ano. Que tal moletons personalizados feitos sob demanda? Na categoria de infoprodutos, os Podcasts estão cada vez mais populares.

Onde procurar por tendências de produtos?

Siga nosso Instagram e inscreva-se para receber as novidades do nosso blog. Assim, te enviaremos todas as novidades que descobrirmos nas nossas pesquisas. Você também pode usar o Google Trends para ter mais insights do que as pessoas estão buscando. 

Gabriela é Publicitária, Blogger profissional e Especialista em Marketing de Conteúdo na Printful. Apaixonada por Redação e Planejamento, ela vai compartilhar tudo o que sabe para ajudar você.

Comments

  1. Moisés Efraym

    Oi Gabriela!

    O Artigo tá show! Só fico me perguntado se essas tendências não são mais voltadas para o mercado Americano. Estou em processo de montagem da minha loja online em parceria com a Printful. Na maioria dos materiais promocionais percebo que não há, ainda, uma regionalização (Brasil, no caso) dessas pesquisas e “trends”. Minha impressão procede?

    Abraço! Moisés

    1. Gabriela Martinez Post author

      Oi, Moisés! Antes de definir os primeiros produtos que ofereceria no Brasil, a Printful realizou uma pesquisa de mercado e chegou a estes que citamos no post. Por isso, achei interessante compartilhá-los com vocês aqui. O catálogo de produtos varia de acordo com as regiões de vendas, seguindo as tendências de cada local. A intenção é seguir acompanhando as tendências do Brasil para oferecer cada vez mais produtos e trazer sempre novas dicas para vocês. Prometo ficar de olho!

    1. Gabriela Martinez Post author

      Que bom, Marcos! Fico feliz. Este é um mercado em crescimento global e com muito potencial aqui no Brasil.

  2. Dayse Pessoa de Azevedo

    Oi Gabi! Tudo bem?
    No caso dos produtos eco-friendly, o processamento deles é feito fora do Brasil, certo? Como fica a questão da importação? O produto do centro da Printful dos outros países manda para a Printful Brasil ou manda direto para o consumidor final?
    Adorei o conteúdo do post!
    Abraços!
    Dayse

    1. Gabriela Martinez Post author

      Oi, Dayse. Fico feliz que tenha curtido o post. Se a sua loja estiver integrada, a Printful envia os produtos diretamente ao seu cliente, mesmo que eles sejam processados fora do país.

Deixe uma resposta

O seu e-mail não será publicado



Voltar para todos os posts

Pronto para experimentar a Printful?

Conecte-se a uma plataforma de e-commerce ou faça um pedido.

Comece já!