Produtos Comece agora
Logo do Blog Printful
Planos de assinatura
Printful Pro Printful Plus
Recursos de marketing
Criador de Logos

Blog / Manual para iniciantes / Dropshipping: o guia completo

Dropshipping: guia completo para começar

Dropshipping: guia completo para começar
Gabriela Martinez

Por: Gabriela Martinez

26 minutos de leitura

Se você tem espírito empreendedor, são grandes as chances de já ter ouvido falar de dropshipping, modalidade que se popularizou em grandes economias como Estados Unidos e já virou uma das principais ferramentas entre empresas do mundo do e-commerce.

O mercado de dropshipping mundial alcançou US$ 128,6 bilhões em 2020 e a previsão é de que, até 2026, ele chegue a movimentar US$ 476,1 bilhões (dados do Statista, em inglês). E onde há tantos cifrões, certamente há concorrência.

Para ter certeza de que você está começando a jornada do seu negócio de drophipping com o pé direito, criamos este artigo com tudo que você precisa saber sobre o assunto.

O que significa dropshipping?

Dropshipping é um modelo de negócio muito popular no exterior que vem ganhando espaço no Brasil com o crescimento do e-commerce. Nele, uma empresa terceirizada processa os pedidos (produz, embala e envia diretamente para o cliente final) e o lojista pode vender sem ter estoque.

Isso significa que quem tem um comércio eletrônico como você pode gerenciar uma loja virtual de sucesso sem se preocupar com:

  • Estoque
  • Gerenciamento de pedidos
  • Produção
  • Encontrar e manter um espaço de armazenagem
  • Equipamento de produção
  • Envio 

Ter uma equipe profissional cuidando de todo o processo ajuda você a economizar um tempo que você poderia estar usando mais eficientemente planejando suas coleções, melhorando seu serviço de atendimento ao cliente ou fazendo campanhas de marketing.

Além disso, você também economiza investimentos, pois a maior parte dos fornecedores neste modelo de venda oferece a logística de processamento de pedidos sob demanda.

Processamento sob demanda significa que você só paga pelos itens que são pedidos.

Assim, você não tem que se arriscar investindo em compra de estoque, uma das maiores dificuldades de uma empresa de pequeno porte. E mesmo que uma compra antecipada não te assuste, em algum momento, seu negócio pode crescer além do esperado e sair de controle.

No varejo, ter sucesso muitas vezes significa ter estoque e contratar mão de obra para ajudar você com a logística. Mas com dropshipping, você pode gerenciar seu negócio de forma mais tranquila, não importa o quanto a sua loja cresça.

Não é à toa que tantos e-commerces escolhem trabalhar com dropshipping para evitar a dor de cabeça antes que ela comece.

O que é dropshipping na prática?

Na prática, o dropshipping é um modelo de negócio que permite que você venda produtos pela internet com pouco ou nenhum investimento inicial e sem precisar comprar estoque. Fazer dropshipping significa ter uma plataforma de loja virtual conectada a um fornecedor que ofereça esse serviço. Dessa forma, quando o cliente fizer um pedido, o fornecedor recebe a solicitação, prepara o produto, embala e envia diretamente para o seu cliente através de uma empresa que presta serviços de entregas, como uma transportadora por exemplo.

Ou seja: a sua loja virtual.

Sua responsabilidade enquanto lojista é montar a loja, fortalecer e ampliar sua marca através do marketing e fechar vendas. Como os fornecedores de dropshipping cuidam da parte logística (produção, armazenamento de produtos e equipamento, bem como do envio diretamente para o consumidor), as opções da sua loja são mais flexíveis do que em uma modalidade de fornecimento padrão.

Você não precisa buscar por armazéns espaçosos ou contratar um monte de gente para cuidar do estoque. Apenas pesquisar bem os fornecedores disponíveis para encontrar o match perfeito.

Galpão com caixas estocadas em estantes
Estoque do fornecedor de dropshipping Printful

Pode facilmente criar uma loja virtual tão impressionante quanto a de uma grande marca de varejo e gerenciar o seu comércio eletrônico de qualquer lugar: sua casa, um espaço de coworking ou mesmo de um destino turístico.

Como funciona o dropshipping

Para ilustrar o processo de dropshipping, vamos imaginar, a título de exemplo, que você quer começar uma loja na categoria moda.

Passo 1: Encontrar um produto e um fornecedor

Como exemplo para este artigo, vamos imaginar que eu decidi começar uma loja de joias. Por questões práticas e econômicas, descarto a ideia de uma loja física e opto por uma loja online.

Como não levo muito jeito para fazer meus próprios acessórios, pesquiso alguns fornecedores e escolho um que faz dropshipping para me ajudar. Quando eu tiver encontrado o produto ideal e estiver satisfeita com a oferta do fornecedor, é hora de construir a minha loja virtual.

Passo 2: Montar a loja

Para fazer a venda desses itens na internet, eu não posso contar apenas com as redes sociais. Sinto que preciso de uma loja. Minhas opções são:

  • Uma vitrine em um marketplace
  • Um site de loja só meu

Mas qual a diferença? Um marketplace funciona como um shopping online, onde o consumidor tem várias lojas (vitrines) à disposição para realizar sua compra no mesmo lugar. Costuma ser uma opção mais em conta e fácil, porém a concorrência é maior, e a briga de preços também. Exemplo: Mercado Livre, Amazon, Shopee.

Já um site próprio dá um pouco mais de trabalho para configurar e costuma custar um pouco mais caro, porém o território é só seu e você tem mais possibilidades de personalização. Você pode criar o seu site do zero, contratando um desenvolvedor, ou configurá-lo usando templates e ferramentas disponíveis em plataformas de e-commerce e pagando apenas uma taxa mensal. Exemplo: Nuvemshop, Shopify, Wix.

Como eu estou me sentindo confiante, vou escolher um site. Infelizmente, descobri que também não sou muito boa de programação. Isso descarta a opção de desenvolver um site sozinha e me faz escolher uma plataforma de e-commerce. 

Antes de tomar a decisão final, eu preciso checar se meu fornecedor tem suporte para a plataforma que eu escolhi. Essa parte é importante porque, caso a plataforma do fornecedor não tenha integração com a da minha loja virtual, não será possível fazer o processamento automático dos pedidos. Abaixo, explico um pouco mais sobre pedidos manuais e automatizados.

Passo 3: Conectar a loja com o fornecedor de dropshipping

Depois de escolher um produto e preparar sua loja, é hora de ligar A com B. 

Mas antes, você precisa saber que existem duas formas de fazer o seu pedido ao seu fornecedor: a primeira é manual. Isso significa que você tem que fazer um pedido cada vez que fizer uma venda de um artigo no site da sua loja.

A segunda forma é automatizada, integrando o seu site com a plataforma do seu fornecedor.

A maioria das plataformas de e-commerce e marketplaces tem integrações pré-prontas para os melhores fornecedores de dropshipping.

O processo de integração pode ser diferente entre fornecedores e plataformas, então verifique os dois sites para instruções e exigências.

Passo 4: Divulgar seu negócio

A maior parte das integrações entre fornecedores e plataformas de e-commerce tem a opção de processamento automático de pedidos.

Processamento automático significa que seus pedidos serão enviados instantaneamente para o seu fornecedor, que vai preparar seus produtos e enviá-los para entrega. Tudo sem você se envolver.

A automatização ajuda você a economizar tempo no processo de produção, embalagem e envio. Use esse tempo com sabedoria construindo uma base de público e reconhecimento nas redes sociais e outros canais de marketing escolhidos por você para gerar mais vendas (e fazer o pós-venda também).

Mas não vamos colocar os carros na frente dos bois. Falaremos sobre vendas e marketing mais adiante neste artigo.

Infográfico Dropshipping Como Começar
Infográfico: Como começar um negócio de dropshipping

Como você pode ver, o dropshipping é um modelo simples e direto. Para saber se ele é realmente adequado para você, vamos avaliar as vantagens e desvantagens.


Abra sua loja de dropshipping de produtos personalizados no Brasil


Vantagens e desvantagens do dropshipping

Agora que nós definimos o que é dropshipping, vem a pergunta: se esta modalidade é tão boa, por que nem todo mundo usa?

Claro que ele é eficiente e tem ótimo custo-benefício, mas o modelo de produção e processamento tradicional continua existindo e não está nem perto de ser extinto.

Vejamos os pontos positivos e negativos do dropshipping para determinar se este modelo de negócio é o melhor para o seu projeto.

Vantagens do dropshipping

Fácil de configurar

Um dos fatores mais atraentes para quem está abrindo um negócio é o fato de que trabalhar com dropshipping não requer experiência. Óbvio que saber alguns truques sobre como gerenciar um negócio pode ajudar, mas se você estiver apenas começando também não ficará pra trás.

A grande vantagem aqui é o fato de que algumas das partes mais difíceis ficarão nas mãos de profissionais. Tudo que um negócio de dropshipping requer de você é um espaço digital para vender (a sua loja) e uma marca sob a qual os produtos serão vendidos (a sua).

Com este modelo, você pode evitar a experiência cansativa e arriscada de gerenciar estoque e fazer tudo por conta própria.

Baixo risco

Começar um negócio é assustador já que você tem que se jogar de cabeça. Originalmente, os principais comprometimentos incluem:

  • Gastar uma boa quantia de dinheiro (sem nenhuma garantia de retorno)
  • Contratar funcionários
  • Comprar e estocar bastantes produtos

Embora muitos negócios de dropshipping sejam bem sucedidos, se o seu não for logo de primeira, você não vai perder uma parte considerável do seu investimento como aconteceria em negócios tradicionais.

Flexibilidade

O dropshipping também é fácil de adaptar caso você decida levar seu negócio para uma direção completamente diferente. Com poucos cliques e nenhum investimento financeiro, você pode mudar completamente seu catálogo ou mesmo seu nicho de mercado.

Divulgação rápida

O dropshipping permite que você teste novos produtos de forma barata e rápida.

Como o processamento é feito sob demanda, você não precisa esperar para fazer pedidos antecipados em quantidade. Pode transformar uma ideia em um produto fácil de vender no mesmo dia.

Essa rapidez na divulgação aumenta suas chances de lucrar com tendências de marketing. E elimina os custos de estoque parado.

Desvantagens do dropshipping

Um modelo de negócio tão lucrativo tem seu preço. Vamos ver qual é.

Menor margem de lucro

Fazer dropshipping pode ajudar você a lucrar, mas você vai precisar trabalhar para isso. Primeiramente, por ser um negócio simples e direto, tem muita loja online no setor competindo com você e vendendo produtos similares. Para ganhar o cliente, você pode ter que reduzir seus preços, o que significa lucro reduzido.

Segundo, quando você processa seus pedidos sob demanda, você só paga pelo que vende. Por um lado, todo produto que você vende tem garantia de lucro. Por outro, pagar por cada produto individualmente cria custos de produção mais altos já que você não pode ter o benefício dos preços de compras em quantidade para estoque.

Com bases de preço mais altas e concorrentes tentando vender melhor que você, há pouco espaço para uma boa margem de lucro.

Opções limitadas de produtos

Como comentamos acima, existe flexibilidade no dropshipping para mudanças de nichos, produtos e designs. Mas existe um porém: você fica dependente da seleção do seu fornecedor.

Digamos que você venda correntes e pulseiras. Você decide adicionar brincos ao seu catálogo por demanda dos seus clientes. Mas aí você descobre que o seu fornecedor não oferece brincos. Ou os que ele tem não combinam com a sua marca de joias.

Você tem três opções:

  1. Desistir dos brincos e perder uma oportunidade de negócio
  2. Esperar que o seu fornecedor ofereça brincos e arriscar perder o interesse da clientela 
  3. Adicionar um novo fornecedor à sua loja com os brincos que você quer vender

A terceira opção não parece tão ruim: você pode vender o produto que quer e seus clientes ficam felizes. No entanto, trabalhar com múltiplos fornecedores pode complicar as coisas.

Quanto mais fornecedores você tiver, mais informações importantes precisa passar para os seus clientes (múltiplos prazos de entrega, preços e processos de pagamento, políticas de devolução, etc.). Isso pode ser exaustivo e até levar a problemas de estoque e comentários negativos.

Falta de controle sobre a produção

Muita gente fica reticente em colocar o destino dos seus negócios nas mãos dos outros. Mas isso é exatamente o que você vai ter que fazer quando estiver gerenciando uma loja com dropshipping.

Seu negócio depende fortemente da integridade e da qualidade do trabalho do seu fornecedor. Se os prazos de envio se alargarem, a mercadoria começar a dar defeito ou o atendimento ao cliente ficar descuidado, isso vai refletir diretamente no seu negócio.

Ao mesmo tempo, você não pode ficar gerenciando detalhes do seu fornecedor ou passear pelos centros de produção e estoque para ver se está tudo certo. A única coisa que você pode fazer de verdade é pesquisar sobre o fornecedor antes de começar a trabalhar com ele para garantir que não terá problemas no futuro.

Muita responsabilidade

Apesar de não estar no controle do que acontece do processo de produção, você ainda é responsável, aos olhos do seu cliente, se algo der errado. No fim, é a sua reputação que está em jogo, não a do fornecedor.

Seus clientes depositam a confiança deles em você, não no seu fabricante. Então, se seu fornecedor enviar aos seus clientes um produto danificado ou atrasar as entregas, seu cliente vai te culpar.

Por sorte, alguns fornecedores oferecem atendimento ao cliente como serviço extra. Este serviço inclui tomar conta do seu suporte ou ajudar você a encontrar as respostas para os problemas e perguntas dos clientes.

Eu sei, parece difícil. Mas você merece saber tudo de uma vez. A boa notícia é que eles são gerenciáveis, então eu espero que você não desanime e continue com a motivação para lançar a sua loja virtual com dropshipping lá no alto!

Se você ainda topa o desafio, vamos à melhor parte: faturar!

Dropshipping dá dinheiro?

Sim. Mas não é um desses esquemas para ganhar dinheiro rápido, então você ainda vai precisar trabalhar para chegar lá. Deixa eu te contar o que você pode fazer para ver a sua loja de dropshipping prosperar.

Leia também: Como ganhar dinheiro na internet.

Agregue valor ao produto

Como você pode se tornar a primeira escolha dos clientes entre outras lojas que vendem a mesma coisa? Faça uma oferta melhor. Você pode fazer isso:

  • Oferecendo frete grátis
  • Adicionando brindes a cada pedido
  • Incluindo um código de desconto para a próxima compra
  • Personalizando produtos

Enquanto as primeiras três opções podem representar custos extras para sua loja de dropshipping, eles são benefícios valiosos para os clientes e podem ser fatores decisivos na hora da compra. Sim, você pode ter que subir os preços para cobrir esses custos a cada compra, mas isso vai diferenciar você da concorrência.

A quarta opção, customização de produtos, vai permitir que você venda o mesmo produto só que melhor, com pouco ou nenhum custo extra. Alguns fornecedores de dropshipping, como a Printful, permitem que você adicione estampas ou bordado aos produtos deles.

camisetas, canecas e bonés estampados e bordados com frase your design here
Produtos customizados para dropshipping. Fonte: Printful

Escolha um nicho de mercado

O desejo de agradar todo mundo vendendo todos os produtos de dropshipping disponíveis no mercado é tentador para muitas lojas virtuais, mas cuidado para não meter os pés pelas mãos. Não faltam fornecedores para oferecer tudo que você imaginar. Porém, ao tenta satisfazer todos os públicos, você pode acabar se perdendo na multidão.

Pense bem e encontre um nicho de mercado que vale a pena. Descubra um mercado inexplorado que casa com os seus próprios interesses e valores. Então, encontre um produto adequado para este público-alvo e venda seu peixe de uma forma que eles vão gostar. Aqui estão algumas ideias:

  • Pochetes e bandanas para novos donos e treinadores de cães
  • Canecas, mochilas e outros acessórios resistentes para viajantes
  • Moda fitness inclusiva para entusiastas da malhação
  • Diários e cartões personalizados para apaixonados por papelaria

Leia também: Como fazer canecas personalizadas

Para encontrar o seu nicho, tire um minuto para avaliar o que importa para você, qual a mensagem que você quer passar e quem são as suas pessoas.

O lucro é uma parte importante do que faz o dropshipping um bom negócio, mas você precisa sentir uma conexão com a sua marca a nível pessoal também.

O trabalho duro vai parecer bem mais fácil se você gostar do que você vende e de quem compra também.

Desenhe um plano de marketing forte

Histórias de sucesso ¨acidentais¨ normalmente não são tão acidentais assim. Na realidade, todo negócio lucrativo tem uma estratégia de marketing poderosa por trás dele (ou um vendedor muito habilidoso).

Para a sua marca alcançar seu consumidor, você precisa encontrar os canais que a sua audiência mais usa. Seus clientes em potencial são compradores mais visuais e amam ver produtos no Instagram? Procuram inspiração no Pinterest? Ou precisam de conteúdos em vídeos mais detalhados no YouTube? Ou preferem redes sociais menos populares?

Onde quer que os seus clientes estejam, esteja lá também! Quando você traçar os canais para o seu negócio, siga todos os passos dos seus clientes 24h na internet (quer dizer, faça uma pesquisa de marketing).

Explore seus interesses, suas dores e vocabulário. Use suas descobertas para criar o tom da sua marca e se comunicar de uma forma que o seu público de relacione. O que você pode oferecer que outras empresas não oferecem?

E lembre-se que, tão importante quanto atrair clientes e fechar a venda, é fazer com que seu consumidor volte para a próxima compra. A internet está cheia de recursos para você alavancar seu marketing. Você pode, por exemplo, adicionar plug-ins ao seu site, construir uma lista de e-mail marketing ou escrever conteúdo relevante para o seu público-alvo em um blog.

Não subestime o SEO

Fazer marketing digital geralmente inclui separar um orçamento para publicidade paga e promoções. Embora não seja possível evitar esses investimentos completamente, ainda existe um jeito de ter alguma visibilidade de forma gratuita. E ele se chama SEO (também conhecido como otimização de ferramentas de busca).

Eu não vou dar uma aula sobre o que fazer ou não no SEO, mas aqui estão algumas dicas relâmpago.

SEO quer dizer Search Engine Optimization (Otimização de Ferramentas de Busca) e significa otimizar seu conteúdo para que ele seja escolhido pelas ferramentas de busca.

As melhores maneiras de otimizar são:

  • Incluir termos de busca frequentes nas descrições dos seus produtos
  • Consertar e evitar problemas técnicos que seu site possa apresentar
  • Comprimir todos os arquivos visuais na sua loja

Uma vez que você tenha feito um pouco de mágica de SEO na sua loja, ela vai começar a aparecer em mais e mais resultados de buscas. Em outras palavras, as ferramentas de buscas vão te dar tráfego grátis de clientes em potencial interessados no seu negócio.

Mantenha-se relevante

Aproveite que não precisa produzir estoque e mantenha a sua loja atualizada monitorando regularmente novos itens: surpreenda os clientes com novas linhas de produtos, ofertas por tempo limitado e mimos em datas comemorativas.

Lembre que expandir seu catálogo e experimentar com novas coleções é rápido e fácil com o dropshipping. Tire vantagem disso para otimizar o leque de opções da sua loja virtual.

Dropshipping é crime?

Não. Um negócio de dropshipping é um negócio como qualquer outro. E, como em qualquer negócio, existem exigências legais.

Se um cliente perguntar sobre a origem dos seus produtos, fale a verdade. Explique sobre a sua cadeia de fornecimento de maneira transparente.

Quanto a impostos e registro de negócios de dropshipping, as regras variam de acordo com a sua localização e região de vendas. Então, antes de começar, busque conhecer as leis locais de dropshipping, impostos e gerenciamento de lojas virtuais.

A Printful não pode fornecer assessoramento jurídico ou fiscal. Por isso, o ideal é consultar um profissional especialista em impostos para saber suas obrigações enquanto empresa e tipo de produto oferecido.

Dropshipping nacional: conheça a Printful

A Printful é uma empresa de print-on-demand especializada em criar produtos de dropshipping personalizados e processar pedidos para marcas ao redor do mundo.

Veja como funciona: quando o seu cliente faz o pedido na sua loja virtual, a Printful seleciona o produto em branco e o customiza de acordo com o seu design e método de processamento.

Depois, a Printful embala o pedido e entrega a uma transportadora que leva os itens diretamente ao seu consumidor.

interface do criador de designs da Printful
Criador de Designs online e gratuito da Printful. Fonte: Printful

Os principais benefícios da Printful incluem:

  • Personalização de produtos
  • Fornecimento de produtos e serviços de processamento de alta qualidade
  • Centros de processamento distribuídos globalmente, incluindo nosso centro parceiro no Brasil, localizado no Rio de Janeiro

Se quiser saber mais, recomendo este artigo sobre a diferença entre dropshipping e print-on-demand.

Graças a uma cuidadosa pesquisa e parcerias de confiança, a Printful oferece processamento no Brasil para alguns produtos e envia entregas para todo o território nacional, garantindo um frete mais rápido e prático.

Além de adicionar designs personalizados aos itens, ainda é possível agregar valor à sua marca com etiquetas internas e externas  e etiquetas de envio.

E se você decidir vender para o exterior, tem também opções de branding extras como embalagem personalizada, etiquetas, pack-ins e páginas de rastreamento personalizadas, o que assegura um reconhecimento de marca mais forte durante cada passo da jornada.

Dropshipping vale a pena?

Sim, com certeza vale a pena! O dropshipping faz com que abrir sua própria loja virtual seja mais fácil do que nunca. Em apenas 24 horas, você pode ter seu próprio negócio de e-commerce. Só precisa de uma ideia de loja de dropshipping e uma conexão de internet para começar a vender os produtos na sua plataforma.

Só pra ter certeza de que a sua jornada de dropshipping será a mais tranquila possível, aqui está uma lista das principais perguntas sobre dropshipping. Se não encontrar as respostas para as suas dúvidas abaixo, deixe um comentário!

Leia mais no artigo completo: Dropshipping ainda vale a pena em 2022?

Dúvidas sobre Dropshipping

A Printful faz dropshipping?

Sim. A Printful é especialista em dropshipping de print-on-demand. Ou seja, dropshipping de produtos estampados sob demanda. Isso quer dizer que oferecemos a você a possibilidade de personalizar seus itens e enviamos por você para o seu cliente, o que vai ajudar seu negócio a se destacar da multidão e ficar mais alinhado ao seu nicho.

Quanto dá pra ganhar com dropshipping?

Não existe uma resposta definitiva para quanto um negócio de dropshipping lucra em média. Seus ganhos com dropshipping dependem de:

  • Sua estratégia de marketing: quantos compradores você alcança e em quanto tempo
  • Seus produtos e nicho de mercado: quantas pessoas precisam dos seus produtos
  • Sua margem de lucro: quanto dinheiro você ganha por produto
  • Seu catálogo de produtos: quanta facilidade você tem para se adaptar a novas tendências?

Qual a melhor plataforma para dropshipping?

A melhor plataforma para dropshipping vai depender de fatores como seu perfil de empreendedor, seus conhecimentos de desenvolvimento e o comportamento do seu público-alvo. 

Algumas perguntas que podem ajudar você a se decidir são:

  • Seus clientes preferem comprar diretamente nos sites das empresas ou pesquisar as opções disponíveis em marketplaces? 
  • Você tem disponibilidade para configurar o seu site ou prefere uma opção mais simples e rápida? 
  • Quanto você pode investir mensalmente para montar a sua loja e mantê-la no ar?
  • Com quais plataformas o seu fornecedor se conecta atualmente e quais ele indica?

Veja aqui algumas das melhores plataformas de e-commerce e marketplaces disponíveis na internet.

Posso vender produtos personalizados com dropshipping?

Sim. Alguns fornecedores oferecem a opção de inserir o seu logotipo no produto ou na embalagem. Por exemplo, em estampas, etiquetas, embalagens, pack-ins e outras formas de branding.

Um branding personalizado diferencia o seu produto dos concorrentes, dá um ar mais profissional ao seu negócio e cria uma experiência mais marcante para o seu cliente.

O que vender com dropshipping?

Depende do que está em alta demanda no seu nicho e do seu perfil enquanto vendedor. Geralmente, as categorias mais populares na maioria dos nichos são roupas e acessórios. Se você decidir fazer dropshipping de roupas, entenda qual é o estilo e exigências de moda do seu público:

  • Essas pessoas preferem usar roupas mais arrumadas ou casuais?
  • Precisam de roupas leves ou mais quentinhas?
  • São mais minimalistas ou gostam de detalhes ousados?
  • Qual o tipo de roupa mais útil para o seu público?

Imagine o seu consumidor e as necessidades dele. Use suas respostas para criar produtos de alta demanda.

Leia mais sobre o que vender na internet.

Posso vender para fora do país?

Pode. Mas essa decisão depende do nicho do seu e-commerce e de quanto tempo você poderá dedicar para aprender sobre impostos e outros assuntos jurídicos.

Quando estiver procurando o seu nicho, pesquise onde a maior parte do seu público vive. Se você estiver vendendo produtos para cachorros, confira as estatísticas de onde as pessoas gastam mais com seus pets. Se quiser vender equipamentos de viagem para nômades, verifique onde há mais apaixonados por esse tipo de turismo.

O jeito mais fácil de começar, contudo, é vendendo produtos de dropshipping no mesmo país em que o seu negócio está registrado. Adicionar novas regiões ao seu mercado vai adicionar também uma nova lista de responsabilidades fiscais ao seu checklist.

O que é dropshipping nacional?

O dropshipping nacional é igual ao dropshipping internacional, mas feito dentro do país. Ou seja, utilizando fornecedores nacionais como parceiros. 

Embora ofereça menos opções, ele pode ser uma solução mais prática para o vendedor, por proporcionar vantagens como uma comunicação mais fácil, menos taxas alfandegárias e um envio mais rápido. A escolha vai depender das necessidades da sua loja e do que você decidir vender. 

Posso trabalhar com dropshipping no meu tempo livre?

Sim, o dropshipping pode ser uma estratégia lucrativa de renda passiva. Isso significa que você pode criar uma loja, adicionar produtos e depois controlar quanto tempo você quer se dedicar a ela.

Você pode trabalhar no seu e-commerce algumas horas por semana, se esse não for seu trabalho principal e você só quiser ganhar uma grana extra. Ou pode fazer disso um trabalho em tempo integral e tomar as rédeas da sua carreira completamente.

A beleza do dropshipping é que a escolha é toda sua.

Qual a diferença entre dropshipping e marketplace?

O dropshipping é um modelo de negócio no qual você vende produtos de fornecedores terceirizados, sem precisar ter o estoque. Já um marketplace é uma plataforma de vendas, que pode ser de produtos ou serviços. Ex.: na Amazon, você vende produtos que podem estar em uma loja física no seu bairro ou em fornecedores de dropshipping pelo mundo todo. No Booking, um marketplace de hotéis, as empresas vendem seus serviços de hospedagem.

Um vendedor pode usar um marketplace para vender serviços ou produtos, sem necessariamente usar o dropshipping para fornecimento.

Da mesma forma, é possível fazer dropshipping sem usar um marketplace, optando por um site desenvolvido exclusivamente para a sua loja ou uma plataforma de e-commerce

Qual a diferença entre e-commerce e dropshipping?

E-commerce significa comércio eletrônico (em inglês, electronic commerce) e é o processo de compra e venda pela internet. Ponto. Dentro do universo do e-commerce, existem diversos modelos de negócios e o dropshipping é apenas um deles. Uma estrela dentro de uma constelação.

No Brasil, também é comum se referir a e-commerce como sinônimo de loja virtual.

Já o dropshipping permite que você faça negócios online sem precisar ter um produto físico estocado na sua casa ou armazém, uma opção que requer menor investimento inicial e que pode ser feita de qualquer lugar, utilizando fornecedores do mundo inteiro. Para isso, é ideal que você tenha uma loja virtual, seja em forma de site ou vitrine dentro de um marketplace, como explicamos ao longo deste artigo.

Essa facilidade fez com que essa modalidade tenha se popularizado em países como China e Estados Unidos e esteja cada vez mais forte no Brasil.

Qual a diferença entre afiliado e dropshipping?

No dropshipping, você é o dono do seu próprio negócio. Enquanto, como afiliado, você é um parceiro comissionado pelas vendas geradas para uma empresa. Dessa forma, a diferença está no controle.

Se você é lojista em um negócio de dropshipping, tem liberdade para decidir o que vender, para quem e em que plataforma. Você capitaneia o barco. Como afiliado, você é um marinheiro dentro da embarcação, uma engrenagem dentro de uma estratégia de marketing. Neste segundo caso, o comprometimento é menor, mas as possibilidades de ganho também são mais limitadas. 

Dá pra ficar rico com dropshipping?

Sim, é possível. Suas chances aumentarão se, em vez de atirar no escuro vendendo produtos aleatórios para qualquer pessoa, foque em um nicho específico.

Para ganhar na loteria do e-commerce, escolha um segmento com uma demanda alta ou em crescimento que ainda não tem muita oferta disponível. Dessa forma, seu negócio terá muitos clientes em potencial sem uma concorrência acirrada te preocupando.

Use sabiamente o tempo (e recursos financeiros) que você vai economizar na produção dos itens aplicando-o em esforços de marketing. Faça com que o seu consumidor te descubra o quanto antes. Depois, convide essas pessoas para a sua loja virtual com conteúdo relacionado e ofertas irresistíveis.

O dropshipping pode ser automatizado?

Com o fornecedor certo, sim. Quando você estiver selecionando o seu, verifique se ele oferece processamento de pedidos sob demanda e se integra com a sua plataforma de e-commerce.

Estas duas coisas combinadas criam um fluxo automatizado de pedidos no qual você pode:

  • Evitar ter que fazer pedidos antecipados em quantidade, pague apenas pelo que você vender (processamento sob demanda)
  • Deixar que o fornecedor tome conta dos seus pedidos automaticamente sem ter que fazer cada pedido manualmente

Agora que você sabe de cabo a rabo como funciona o dropshipping, pode começar sua loja com muito mais segurança e assertividade. De antemão, desejamos muita sorte, sucesso e vendas!

Nos comentários, conte pra gente: qual dica deste artigo foi mais útil para você?

 

Post publicado em 17 de fevereiro de 2022. Atualizado em: 06 de abril de 2022.

author

Por Gabriela Martinez em fev 17, 2022

Gabriela Martinez

Guest author

Gabriela is a creative copywriter, professional blogger, and passionate content marketer with experience in publicity agencies and international companies. She loves sharing her ideas and new trends to bring inspiration to everyone around her.

Gabriela is a creative copywriter, professional blogger, and passionate content marketer with experience in publicity agencies and international companies. She loves sharing her ideas and new trends to bring inspiration to everyone around her.

Pesquisar no blog

Detalhes

Gabriela Martinez

Por: Gabriela Martinez

26 minutos de leitura fev 17, 2022

Quem somos?

A Printful é uma empresa de print-on-demand (impressão sob demanda) e dropshipping com centros de processamento no mundo todo. Ajudamos empreendedores a realizar seus sonhos e a transformar suas ideias em marcas e produtos.

  • Inscreva-se grátis
  • Personalize centenas de produtos
  • Venda online sem estoque
  • Alcance compradores de todo o mundo

Crie produtos únicos para você ou comece a ganhar dinheiro com seus designs!

Comece agora